Pesquisar Apaes

Você deseja ir para qual instituição Apae? Clique nas setas para visualizar as opções.

Estado

Unidade

Campeonatos mundiais agitarão o calendário do CPB em 2017

A temporada está repleta de competições internacionais, incluindo etapas de Copa do Mundo e os Mundiais de atletismo, natação e halterofilismo - que contarão com atletas brasileiros.

O ano de 2017 marca o início do ciclo dos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020. A temporada está repleta de competições internacionais, incluindo etapas de Copa do Mundo e os Mundiais de atletismo, natação e halterofilismo - que contarão com atletas brasileiros.

Entre as disputas dos mundiais, a primeira é o de atletismo. A competição será de 14 a 23 de julho, em Londres, Inglaterra. O coordenador técnico da modalidade no Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), Ricardo Melo, levará um grupo enxuto para a Europa, mas absolutamente competitivo. "Vamos ter o Open em abril e a primeira etapa nacional do Circuito Loterias Caixa para definir os selecionados que defenderão o Brasil", afirmou o dirigente. 
 
Na última edição do mundial de atletismo, em Doha, Catar, em outubro de 2015, o Brasil terminou a sua participação com 35 medalhas, sendo oito ouros, 14 pratas e 13 bronzes.

A Cidade do México será anfitriã dos mundiais de natação e halterofilismo. Ambas as competições serão realizadas no mês de outubro. Com grande potencial de medalhas, a natação brasileira já está na ativa. O treinador chefe da modalidade no CPB, Leonardo Tomasello, ressalta que, após os Jogos Paralímpicos Rio 2016, houve um descanso de 15 dias e, depois,  todos retornaram aos treinos visando ao bom desempenho nas competições futuras.  "O nosso pensamento é em quatro anos.  Os atletas  têm que buscar um objetivo e esse mundial é uma meta intermediária para a nossa avaliação", ressalta o profissional que, na última edição, em Glasgow, Escócia, em julho de 2015, comandou a delegação verde e amarela quando ganhou 23 medalhas (onze ouros, oito pratas e quatro bronzes).

Já no halterofilismo, a expectativa também  é de faturar medalhas. No mundial de Dubai, em abril de 2014, a atleta Márcia Menezes ficou com o bronze inédito entre os adultos na categoria até 79kg ao atingir a marca de 116kg. Outro atleta brasileiro que brigará pelo pódio é Evânio Rodrigues. O baiano conquistou a prata nos Jogos Paralímpicos Rio 2016 na categoria até 88kg levantando 210 kg.

Futuro promissor
Em 2017, haverá a estreia do mundial de atletismo júnior. A competição será de 3 a 6 de agosto em Nottwil, Suíça.  O objetivo da competição, organizada pelo Comitê Paralímpico Internacional (IPC, na sigla em inglês), é desenvolver os jovens atletas para que possam alcançar futuramente os Jogos Paralímpicos.

Tags:
Nenhum registro encontrado.

Endereço:
SDS Venâncio IV Cobertura CEP: 70393900 - Brasília/DF
E-mail:
[email protected]
Telefone:
(61) 32249922