Pesquisar Apaes

Você deseja ir para qual instituição Apae? Clique nas setas para visualizar as opções.

Estado

Unidade

Encerramento do 26 º Congresso Nacional das Apaes: último dia com programação intensa e eleição para Autodefensor Nacional

O último dia (10/11) do 26º Congresso Nacional das Apaes e do 7º Fórum Nacional de Autogestão e Autodefensoria foi marcado por uma programação intensa e concorrida, como a eleição dos Autodefensores Nacional e a Carta de Natal, bem como por uma linda cerimônia de encerramento.

O último dia (10/11) do 26º Congresso Nacional das Apaes e do 7º Fórum Nacional de Autogestão e Autodefensoria foi marcado por uma programação intensa e concorrida, e também por uma linda cerimônia de encerramento.
 
Pela manhã foram três palestras realizadas no Centro de Convenções de Natal, no Rio Grande do Norte:
 
"A pessoa com deficiência intelectual e múltipla e desenvolvimento ao longo da vida", com as palestrantes Fernanda de Oliveira e Maria Amélia Miranda.
 
Em seguida, Márcio Zeppelini, do Instituto Filantropia, ministrou "Palestra Motivacional".
 
À tarde, na programação científica do Congresso Nacional, aconteceram as Mesas Redondas cujos temas foram:
 
·         Acessibilidade e lazer para a pessoa com deficiência no Brasil: realidade ou utopia;

·         Deficiência múltipla no contexto da educação escolar;

·         A inclusão de alunos com deficiências intelectual e múltipla e autismo: mediação e tecnologia;

·         Tecnologia assistiva;

·         Família e autonomia da pessoa com deficiência intelectual e múltipla;

·         Conquistando a inclusão social por meio do trabalho, emprego e renda: experiências de sucesso;

·         Políticas públicas: diálogo intersetorial para atenção à pessoa com deficiência intelectual e múltipla;

·         Modelo de avaliação biopsicossocial: Índice Brasileiro de Funcionalidade (IFBR);

·         Resiliência e subjetividade em tempos atuais e Gestão do terceiro setor. 

7º Fórum Nacional de Autogestão e Autodefensoria

O 7º Fórum Nacional de Autogestão e Autodefensoria, um evento paralelo ao 26º Congresso Nacional e não menos importante, voltado exclusivamente para os Autodefendores e familiares do Movimento Apaeano avaliaream as oportunidades e ameaças em torno das pessoas com deficiência intelectual e múltipla, e desenvolverem propostas por meio de debate, para a garantia de direitos e inclusão do segmento, para que sejam deliberadas nas reuniões da Diretoria Executiva e Conselhos da Fenapaes, e dos respectivos estados dos quais pertencem.

O 7º Fórum Nacional de Autogestão e Autodefensoria, um evento paralelo ao 26º Congresso Nacional e não menos importante, voltado exclusivamente para os Autodefensores e familiares do Movimento Apaeano avaliarem as oportunidades e ameaças em torno das pessoas com deficiência intelectual e múltipla, e desenvolverem propostas por meio de debate, para a garantia de direitos e inclusão do segmento, para que sejam deliberadas nas reuniões da Diretoria Executiva e Conselhos da Fenapaes, e dos respectivos estados dos quais pertencem.
 
1º dia
 
No primeiro dia de palestras e mesa-redonda, a programação do Fórum pela se iniciou com o Painel "Vivências", voltado para depoimentos de Autodefensores e familiares sobre os desafios encontrados em diversas regiões do País.
 
À tarde, logo após o almoço, os Autodefensores participaram da Mesa Redonda cujo tema era "Grandes conquistas, novos desafios" em alusão ao tema escolhido por votação para o 26º Congresso Nacional das Apaes e 7º Fórum de Autogestão e Autodefensoria.
 
Em seguida, as discussões dos grupos de trabalho em torno da elaboração da Carta de Natal e apresentação do documento.

2º dia

O segundo dia começou com uma programação mais descontraída para aqueles que estão engajados diariamente na luta pela inclusão das pessoas com deficiência por meio de um passeio cultural e de bugue pelas Dunas no litoral da cidade.

Após o almoço, deu-se início ao período eleitoral para a escolha dos Autodefensores Nacional para o triênio 2018-2020. Primeiro com uma dinâmica em torno do tema, depois com a apresentação dos informes gerais que antecederam o período de oratória para a defesa dos candidatos. Após os discursos, foi dado início ao processo de votação que escolheu o Autodefensor Nacional, Francisco Matos Além, de Pernambuco e a Autodefensora Estadual, Natália Silva, do Pará, para representarem seus colegas Autodefensores e todas as pessoas com deficiência intelectual e múltipla do Movimento Apaeano.
 
Em seus discursos, os eleitos falaram da responsabilidade que assumem e do comprometimento na defesa da autodefensoria dentro do movimento apaeano nos próximos anos.
 
 
Encerramento do Congresso Nacional das Apaes
 
Com um auditório animado, recepcionado ao som da música nordestina, o encerramento do 26º Congresso Nacional das Apaes e do 7º Fórum de Autogestão e Autodefensoria foi em clima de muita descontração.
 
A presidente da Comissão Científica, Fabiana Oliveira, deu início aos pronunciamentos enfatizando o importante trabalho do colegiado na elaboração da programação científica do Congresso e do empenho de todos para o sucesso do evento e o legado que irá deixar.
 
“Queria dizer que nós não estamos terminando um Congresso. Nós estamos começando uma nova etapa, de reflexão, de avaliação, e de trabalho pela causa Apaeana, porque nosso trabalho é pela causa e não pela coisa. É preciso coragem para ser diferente e muita competência para fazer a diferença. E é isso que a Rede Apae sabe fazer”, concluiu.
 
Em seguida, a Dra. Rosana Glat, membro da Comissão Científica representando as universidades, agradeceu em nome de todos e disse que essa edição do Congresso proporcionou um estreitamento maior da Rede Apae com as universidades.
 
“Algumas universidades há muito tempo já colaboram com a Apae e ganhamos novos parceiros e eu acho que é assim que a gente constrói um novo futuro para o nosso Movimento, porque a Apae é um trabalho voltado para as pessoas com deficiência e a gente precisa do conhecimento produzido nas universidades. Por outro lado, a universidade precisa estar aqui, no campo, com a mão na massa, como se diz, para a construção dos futuros profissionais”.
 
Logo em seguida, sob a mediação da coordenadora nacional de Autogestão, Autodefensoria e Família, Elcira Bernardi, houve a entrega da Carta de Natal, produzida pelos Autodefensores do Movimento, durante o 7º Fórum Nacional de Autogestão, Autodefensoria.

A coordenadora nacional Elcira se disse muito “satisfeita com o trabalho realizado pelo Fórum de Autodefensores e ressaltou que essa troca de experiências foi fundamental para dar mais capilaridade no trabalho do Movimento Apaeano visando à qualidade de vida digna para as pessoas com deficiência intelectual e múltipla”.

A apresentação da Carta de Natal foi feita pelo Autodefensor Nacional eleito, Francisco Matos Além (PE), que destacou a experiência de ter participado de todo o processo.  “Foi gratificante, foi bom e vai ser muito mais”.
 
Após a entrega da Carta de Natal, o público foi contemplado com a apresentação do vídeo do passeio dos Autodefensores pelo Litoral Norte de Natal. Foi um momento de muita emoção, não só para os Autodefensores que realizaram o passeio, mas para todos que assistiram.
 
O presidente da Federação das Apaes do Estado do Rio Grande do Norte (Feapaes-RN),  William Ferreira, agradeceu a todos que contribuíram para a realização do evento em Natal, especialmente a Federação Nacional das Apaes que acreditou, confiou, apostou e investiu nesse trabalho para a disseminação de experiências e conhecimento em torno do segmento.

Ele ressaltou ainda o grande desafio de ter assumido o compromisso participar da realização de um evento dessa importância, e da satisfação pelo cumprimento da missão. Ele falou ainda da sua nova missão como diretor social da Federação das Apaes a partir de janeiro de 2018.


 “Queria dizer que já estou com as mangas arregaçadas. Nós vamos trabalhar e continuar trabalhando em prol das Apaes do Brasil", afirmou.
 
O vice-presidente da Federação Nacional das Apaes (Fenapaes), José Turozi, iniciou sua fala cumprimentando os Autodefensores, professores, coordenadores, diretores, e a Comissão Científica. Destacou o exitoso trabalho da comissão pelo nível de excelência da programação e dos palestrantes presentes, e convidou os participantes a disseminarem o conhecimento adquirido no Congresso nas mais de duas mil Apaes e filiadas em todo o Brasil.
 
José Turozi ressaltou a oportunidade que está tendo como vice-presidente da Fenapaes e a honra de ter sido eleito o presidente da entidade para o próximo triênio.

“Não vejo nessa função uma função de poder, mas de responsabilidade e comprometimento com a nossa causa Apaeana. Não estou sozinho. Tenho uma equipe fantástica eleita comigo, representada pelas cinco regiões do Brasil. A Diretoria Executiva, o Conselho Fiscal e os representantes das 24 federações do Brasil (Conselho de Administração) estão comigo nessa grande missão de fazer um avanço maior das nossas políticas públicas para atender as pessoas com deficiência. Uma das grandes metas é fazer valer a legislação vigente”, apontou Turozi.
 
Ele falou também de algumas solicitações dos Autodefensores na Carta de Natal e se comprometeu a levar as reivindicações a toda Rede Apae e implementá-las em sua gestão.

Na carta, entre outros pontos, os Autodefensores pedem:
·         Mais acessibilidade;

·         Defesa de direitos;

·         Priorizar a família, com mais ações;

·         Educação: fortalecer as parcerias das Apaes;

·         Esporte e lazer: maior investimento na área, incentivando novas modalidades esportivas;

·         Saúde: políticas públicas que promovam ações preventivas de deficiências;

·         Trabalho: abertura de mais vagas no mercado de trabalho.

 
Encerrando mais uma edição do Congresso Nacional das Apaes emocionada e em tom de despedida, a presidente da Fenapaes, Aracy Maria da Silva Lêdo, agradeceu e parabenizou a todos pela realização de mais um evento dessa grandiosidade e da total confiança depositada na equipe para o sucesso do Congresso. Encerrou sua fala destacando o trabalho realizado na Fenapaes durante os últimos seis anos à frente da instituição e a importância do fortalecimento do Movimento Apaeano.

 

“Saio com a consciência tranquila, com o pé no chão e a cabeça erguida de ter tentado fazer o melhor. Quando iniciei essa gestão o meu maior objetivo era de que, quando nós chegássemos ao final, as federações estaduais estivessem em pleno e regular funcionamento. Hoje eu digo a todos que estão aqui: as nossas federações estão em pleno e regular funcionamento. Foi isso que a nossa Diretoria (Executiva) fez. Então a próxima (gestão) agora vai fazendo os ajustes e precisa chegar na ponta, porque é lá na ponta que nós temos que olhar. As pessoas que vão trabalhar têm que enxergar o Brasil como um todo. E isso eu tenho certeza que vai acontecer”, finalizou a presidente da Fenapaes que declarou encerrado o evento.

Notícias relacionadas:

Nenhum registro encontrado.

Endereço:
SDS Venâncio IV Cobertura CEP: 70393900 - Brasília/DF
E-mail:
[email protected]
Telefone:
(61) 32249922